decoracao religiosa

O décor do lar não tem como únicos objetivos deixá-lo visualmente bonito, mais confortável e otimizado para as suas necessidades. Ele, acima de tudo, precisa imprimir em cada cômodo e espaço a essência do que você é e, principalmente, do que acredita — e isso, é claro, inclui as crenças e a fé que possui. É justamente por isso que a decoração religiosa cresce a cada dia e já desponta como uma das tendências do design de interiores.

Foi pensando nisso, que reunimos neste post algumas dicas para mostrar como é possível trazer a espiritualidade para cada cômodo sem precisar gastar ou fazer grandes reformas. Confira!

Monte um cantinho religioso

Essa é, sem dúvidas, uma das dicas mais lembradas quando se trata de fazer uma decoração religiosa. Isso porque quem se sente inseguro e com medo de errar na mão encontra no cantinho religioso uma forma de expressar a fé sem deixar os símbolos e imagens deslocados no ambiente — uma vez que se concentra tudo em um mesmo lugar.

Você pode, por exemplo, utilizar a varanda e criar um espaço de introspecção, leitura e meditação. Para isso, vasos com plantas, esculturas, incensos e um aparador com artigos, como telas e livros, são excelentes complementos.

Já para quem deseja algo ainda mais discreto, um pequeno altar surge como uma opção ideal. Para tanto, que tal aproveitar aquela parede no corredor, que não desempenha papel estrutural — isto é, como pilar do imóvel —, e criar um vão nela?

Nele, pode ser instalado um pequeno spot para iluminação, um quadro, a bíblia e dois castiçais para vela. Tudo com muito bom gosto, sutileza e refinamento.

Use quadros grandes com posição de destaque

Quadro

Os quadros são itens que não podem faltar em uma decoração religiosa. Afinal, são uma das principais formas de expor telas, fotografias, ilustrações, gravuras e colagens que reproduzem com delicadeza cenas importantes e marcantes de inúmeras crenças, como:

  • a santa ceia de Jesus e os apóstolos na religião cristã;

  • o ramanaya e a fogueira santa de Sita e Rama, na religião hindu; e

  • a meditação de Buda nas águas do rio Nairanjana, na religião budista.

Não é à toa que são peças bastante valorizadas por quem busca um lar que inspira espiritualidade sem abrir mão do bom gosto e requinte. E é justamente aqui que entra uma tendência que fez bastante sucesso entre os anos 50 e 70 e está novamente em alta: o uso de quadros grandes em ambientes como salas e quartos.

Eles ocupam de forma parcial ou total uma das paredes desses cômodos e contam com uma paleta de cores sólidas e fortes que chama a atenção, como o vermelho, o amarelo, o laranja e o azul. A depender do tamanho, alguns modelos não são pendurados, mas apenas encostados na parede, o que traz uma forte referência do estilo vintage de décor.

Além disso, quem gosta de inovar também pode diferenciar os quadros em casa ao emoldurar peças de tapete com estampas religiosas, especialmente. Assim, explora-se a tapeçaria em casa e, de quebra, torna os ambientes muito mais dinâmicos.

Invista em flâmulas

Fora as opções citadas há pouco, você também pode exaltar sua fé por meio das flâmulas. Afinal, essas peças têm ganhado cada vez mais destaque no design de interiores por resgatar o valor do trabalho handmade, ou seja, feito à mão, e a exclusividade que ele traz consigo.

Outro motivo de incluí-las na decoração do seu lar é que, ao contrário de quadros, esculturas e tapetes, que são ricos em gravuras, ilustrações e imagens, elas têm o diferencial do lettering, que é o emprego de letras como expressão de arte. Com isso, podem conter:

  • versículos bíblicos;

  • parte de orações;

  • nomes de santos, anjos etc;

  • trechos de canções religiosas; e

  • frases que reforçam o amor de Deus.

Além disso, as flâmulas são totalmente customizáveis, desde o tamanho a cor do tecido utilizado na confecção delas. Por isso podem ser penduradas em halls de entrada, salas, quartos, varandas, cozinhas, corredores e até banheiros.

Crie narrativas com a decoração religiosa

Outra dica útil é usar a decoração religiosa para criar uma narrativa. Se a princípio essa ideia parece confusa, não se preocupe: nós vamos explicar! Imagine, por exemplo, uma sala com duas prateleiras com 14 imagens com cores e materiais diferentes que não têm relação entre si.

Naturalmente, seus olhos vão entender isso como um excesso e você sentirá que esse espaço está sobrecarregado. Agora, tente visualizar as mesmas prateleiras com 14 pequenos quadros de 15 cm de madeira entalhada à mão referente às 14 estações da Via Sacra.

Consegue perceber a diferença? O que antes parecia ser exorbitante e sem propósito, passou a ter sentido e coesão visual. Afinal, cada uma dessas peças tem um papel importante e ajuda a contar esse período importante, funcionando como partes de uma mesma história.

Explore o uso de espelhos

Além das dicas já citadas, não deixe de explorar o uso de espelhos ao montar uma decoração religiosa. Isso porque existem diversos modelos que contam com formato diferenciado e simulam símbolos importantes para a fé, como o pombo da paz, a cruz ou a tábua dos 10 mandamentos.

Com eles, é possível diversificar a presença da religiosidade pelos mais diferentes cômodos, em especial quando o estilo de décor local é bastante específico, como o industrial, o vintage e o rústico. De quebra, a utilização desses espelhos trazem benefícios diretos para o ambiente onde são instalados, como:

  • aumento da luminosidade, em especial quando colocados de encontro às janelas e luminárias;

  • ampliação do espaço, principalmente em cômodos pequenos ou que possuam teto rebaixado — característica comum em casas com um estilo contemporâneo.

Como você leu, é possível fazer uma decoração religiosa que reforça suas crenças e personaliza o imóvel deixando-o a sua cara sem grandes dificuldades ou custos elevados. Por isso não deixe de seguir nossas dicas e transformar o seu lar com bom gosto e requinte! E se você gostou do tema desse post, não deixe de ler também os segredos para decorar áreas externas de casas!

Conheça a loja

Escrito por QCola