traga o poder

Atualmente, cada vez mais a temática do feminismo está em alta. E não é para menos: as mulheres estão descobrindo a força que possuem, lutando contra preconceitos e tornando-se mais empoderadas. Se no mundo lá fora as mulheres estão dominando, nada mais justo que trazer este poder para dentro de casa. Por isso, separamos algumas dicas de Decoração feminista para que você possa personalizar a sua casa ou apê.

Já adiantamos que existem diversas opções, com vários estilos e preços, para todos os gostos e bolsos.
Assim, nesta publicação, esperamos que você encontre as sugestões certas para colocar no seu cantinho uma Decoração feminista.
Confira!

 

 Decoração feminista: Como colocar o seu estilo na decoração do seu lar


Uma casa reflete quem são seus moradores. Por isso, é interessante que você pense em quem você é, do que você gosta e como pode utilizar estas informações para planejar uma decoração bacana.

 

  • As cores

 

Um dos elementos mais importantes para definir a decoração de uma casa são as cores.
Começando pelas paredes, lembramos que elas funcionam como molduras de um quadro. Elas são o pano de fundo deste ambiente que será reformulado.

Se o feminismo trouxe o poder de decisão para a mulher e a liberdade de ser quem deseja ser, na decoração feminista você é livre para escolher entre cores mais claras ou mais escuras, dependendo de qual efeito você quer dar para a sua casa.

Quer dar mais iluminação a sua casa? Prefira cores mais claras. Se você gosta de algo mais discreto, pode optar por cores mais neutras como gelo e creme.

Porém, se você quer tornar seu ambiente mais alegre, aposte em cores mais vibrantes como o azul turquesa, o rosa, o amarelo ouro, dentre outros. Ainda, se for ousada, você tem cores mais fortes como o vermelho, o azul e o verde. Tudo depende de você!

Além disso, você ainda pode colocar papéis de parede, adesivos ou, ao invés disso, preferir um acabamento delicado. Depois, é só estilizar ainda mais com quadros, pôsteres, painéis com fotografia e prateleiras.

 

  • Os móveis

 

Os móveis são parte importante da qualquer decoração, inclusive a decoração feminista.
Para começar, faça uma análise da quantidade de espaço que você tem disponível, pois ninguém merece uma casa apertada.  Depois, observe se você tem a disponibilidade de colocar ou mudar tudo o que você quer.

Depois, pesquise em lojas e sites os móveis que você acha que são a sua cara. Faça uma lista do que te interessa e pense se elas combinam entre si e em conjunto, com seu ambiente.

Para poupar espaço e ao mesmo tempo organizar seus pertences, sugerimos que você utilize as paredes. Sim: utilize prateleiras fixas para colocar livros e outros objetos.

No seu quarto, não deixe de incluir uma escrivaninha, que além de útil para criar um ambiente legal e sossegado para trabalhar e estudar, 

Procure móveis novos, mas também não despreze a opção de comprar móveis de segunda mão.

Visite lojas de móveis antigos e veja se encontra algo que te interessa. Além disso, você sempre tem a possibilidade de dar uma repaginada neste móvel antigo e deixá-lo da forma que você quer.

 Você pode levá-lo para uma tapeçaria para ser reformado, mas também fazer uma sessão pintura em sua casa, colorindo peças de madeira como cadeiras com suas cores preferidas, por exemplo. Desta forma, você pode brincar com o novo, o antigo e o descolado em sua casa.

 

  • Objetos de decoração

 

Atualmente, as mulheres são muitas e existem diversos produtos para satisfazer as necessidades e desejos de cada perfil.

Por isso, nada melhor do que investir em objetos criativos para incrementar a decoração do seu lar.

Estes objetos criativos incluem quadrinhos estilizados com personagens de desenhos animados, filmes, cantores, bandas e ícones culturais.

Inspirada pela decoração feminista, que tal comprar quadros e pôsteres criativos para colocar na sua sala de estar ou no seu quarto?

 

  • Flâmulas e bordados

 

Outras novidades do mercado de decoração feminista são as flâmulas e os bordados.

É interessante porque as flâmulas sempre estiveram ligadas ao mundo masculino, que teoricamente é o que pode gostar de futebol. Encontramos algumas reformulando esta ideia, como as flâmulas com dizeres “Ninguém vai nos calar”, “Esta princesa salva a si mesmo”, dentre outras.

Os bordados. Esta peça tradicionalmente símbolo do feminino e recatado pode ter frases como “feminismo”, “seja livre”, etc.

Além disso, até mesmo utensílios sem graça e comuns a toda casa, como suportes, abridores de garrafa, porta-chaves, dentre outros, ganharam versões criativas.

Na maioria das vezes, nem lembramos que estes tipos de objetos existem na hora de mobiliar uma casa, apenas nos damos conta quando precisamos deles nas atividades domésticas do dia-a-dia. Hoje, além de continuarem facilitando a nossa vida, são ótimas peças decorativas.

 

  • Faça você mesmo

 

Você também pode criar decoração feminista no estilo “faça você mesmo”.

Na internet você encontra várias opções de artigos baratos que podem lhe ajudar a montar uma decoração feminista no estilo faça você mesmo. Por exemplo, você pode comprar um papel de parede ou então adesivos de parede e montar um painel para a sua sala de estar.

Você ainda pode arriscar-se e desenhar e escrever na própria parede do seu quarto ou outro cantinho de sua casa.

Nestes exemplos de decoração feminista, você une criatividade, gostos pessoais e utilidade, uma união de sucesso.

 

E aí, gostou das nossas dicas de itens para decoração feminista?

 

Com estas ideias que separamos sobre Decoração feminista, esperamos que você se inspire e também possa inspirar outras amigas a reformular a sua casa ou pelo menos seu quarto com cores e temáticas que você aprecia.

Conheça a loja

Escrito por QCola